Quais penalidades se aplicam para cometer homicídio involuntário

Em um homicídio involuntário, a pessoa que comete o ato não teve a intenção de tirar a vida de alguém, isso significa que o crime ocorreu por negligência ou imprudência; enquanto no homicídio culposo, o fato é apresentado intencionalmente e predeterminado.

Dependendo do estado e das circunstâncias, a sentença pode variar. Como o assassinato não foi premeditado, as sentenças para homicídio culposo são menos severas do que para homicídio doloso.

sanções federais

No nível federal, homicídio culposo é classificado como crime de Classe C, em comparação com crimes de Classe A ou Classe B, este crime traz consequências menos graves. A pena por essa causa pode variar entre 10 a 16 meses de prisão, porém, é importante saber que se não for a primeira vez que a pessoa comete homicídio involuntário ou tem antecedentes, isso pode afetar a decisão, acarretando a condenação chegar a ser muito mais velho

você pode gostar 💪👉Como o inquilino deve ser notificado de um despejo?

sanções estaduais

No nível estadual, o número de anos de prisão por homicídio culposo depende das leis de cada estado. Normalmente, este crime é classificado como crime de classe C e as punições associadas podem variar significativamente dependendo da jurisdição, mas, em geral, a pena é de prisão e/ou multa.

Na maioria dos estados, várias sentenças são proferidas para este crime e os juízes ditarão a punição de acordo com os detalhes do caso, para isso, existem fatores determinantes para o cumprimento da sentença, entre eles estão:

  • O arguido não tem antecedentes criminais.
  • A pessoa mostra verdadeiros sinais de remorso e culpa pelo incidente.
  • A probabilidade de que o réu se reforme e assuma a responsabilidade por suas ações.
  • Se a pessoa tem uma doença mental ou física, ela é parcialmente culpada do crime.

Fatores agravantes podem fazer com que a sentença seja mais dura, aumentando o tempo que a pessoa terá que passar na prisão, isso inclui um histórico anterior de comportamento imprudente ou outros crimes de homicídio culposo e se o comportamento imprudente contribuiu para o incidente.

Em caso de morte de menor, idoso, portador de deficiência, membro das forças especiais, entre outros, a pena pode ser muito maior.

você pode gostar 💪👉O que é negligência comparativa no estado do Colorado?

Defesas às acusações

Uma pessoa que enfrenta acusações de homicídio involuntário tem alguns tipos de defesa que podem usar, como:

  • Morte acidental: Uma maneira de argumentar contra as acusações é provar que foi de fato um ato acidental e não que foi causado por negligência ou imprudência.
  • Prisão Injusta: provar com argumentos substanciais que o acusado do crime não é responsável e que sua acusação é devida a um erro, resultará na desistência da acusação ou na absolvição.
  • Evidências insuficientes: um advogado também pode argumentar que a promotoria não tem provas suficientes para provar o crime além das suposições.

Também é importante saber que quando as pessoas alegam homicídio em legítima defesa, isso não acarretará a redução da pena, pois não contará como homicídio involuntário.

Em resumo, as circunstâncias que cercam a situação de homicídio involuntário serão levadas em consideração para as sanções, no caso de ser considerado culpado. Em alguns estados, esses tipos de incidentes podem acarretar penalidades menores, desde que seja demonstrado que o evento ocorreu por motivos não premeditados.

Se você precisar de aconselhamento jurídico, assistência ou representação de um Advogado de homicídio involuntáriono Guia Legal você pode acessar o diretório de advogados de língua espanhola que estão nos Estados Unidos e entrar em contato com aquele que você considera mais adequado para atender seu caso.

você pode gostar 💪👉Benefícios de desemprego negados O que fazer sobre isso?

Pode lhe interessar: Diferenças entre as figuras "inocentes" e "inocentes".

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *